Brasil

A PROTEÇÃO QUE FALTAVA CONTRA O CIRCOVÍRUS E O MYCOPLASMA

O circovírus suíno tipo 2 (PCV2) é um agente primário que, quando não controlado, pode causar sérias perdas econômicas nas granjas.

✓ Quando ocorre coinfecção com outros agentes patogênicos, virais ou bacterianos, por exemplo, do PCV2 e do Mycoplasma hyopneumoniae (M. hyo), você pode ter grandes prejuízos na produção.1 Trata-se de um enorme problema, pois afeta a saúde e a produtividade dos suínos, e também a sua rentabilidade.

✓ A vacinação é um dos principais pilares da estratégia para o controle desses dois agentes, ajudando na proteção do plantel.

✓ Porém, a vacina que você utiliza hoje pode não conferir ampla cobertura contra a evolução rápida dos diferentes genótipos de PCV2, e nem proteção duradoura o suficiente para entregar mais suínos saudáveis ao abate.

EVOLUÇÃO DO PCV2

✓ Apesar do PCV2 ser um vírus de DNA de fita simples, ele tem uma alta taxa de mutação.2

✓ Em função dessa alta variabilidade, as diferenças entre os genótipos do circovírus de campo e os genótipos presentes nas vacinas atuais estão aumentando.3,4

✓ Portanto, a cobertura das vacinas atuais pode não ser tão ampla para proteger efetivamente o plantel contra os genótipos mais prevalentes de PCV2.

A PREVALÊNCIA DOS GENÓTIPOS DO CIRCOVÍRUS SUÍNO

Existem vários genótipos de PCV2 conhecidos e presentes nas granjas, com destaque para os genótipos de PCV2a, PCV2b e PCV2d*. Estudos demonstram que a prevalência mudou nos últimos anos do PCV2a para o PCV2b5 e, atualmente para o PCV2d*.6

graphic

O PCV2d* foi originalmente chamado de PCV2b mutante7, e a análise do sequenciamento de PCV2d confirma que ele é mais semelhante ao PCV2b do que ao PCV2a. Até agora, todas as vacinas comerciais de PCV2 continham um único genótipo, o que significa que você pode estar perdendo a cobertura contra cepas mais prevalentes ou em evolução.8-11

AMPLIANDO A COBERTURA DAS VACINAS CONTRA CIRCOVÍRUS SUÍNO

Quanto mais genótipos de PCV2 forem incluídos na formulação de uma vacina, mais proteção ela irá proporcionar.

graphic2

Quer saber mais sobre a solução Zoetis? Clique aqui!

References

*PCV2d: A alegação é suportada pela publicação científica “Evaluation of a novel PCV + M hyopneumoniae vaccine in swine experimentally challenged with PCV2d and M hyopneumoniae under commercial conditions” do autor Galina L, et al., puplicado nos Anais do 49th AASV Annual Meeting de Março 2018. No Brasil, Fostera Gold PCV MH é aprovada pelo MAPA sob n° 10.247/2019 para a prevenção da circovirose suína tipo 2 (PCV2a e PCV2b) e da doença respiratória causada por Mycoplasma hyopneumoniae. 1. Gillespie J, Opriessnig T, Meng XJ, Pelzer K, Buechner-Maxwell V. Porcine circovirus type 2 and porcine circovirus-associated disease. J Vet Intern Med. 2009:23(6):1151-1163. 2. Firth C, Charleston MA, Duffy S, Shapiro B, Holmes EC. Insights into the evolutionary history of an emerging livestock pathogen: porcine circovirus 2. J Virol. 2009;83(24):12813-12821. 3. Olvera A, Cortey M, Segalés J. Molecular evolution of porcine circovirus type 2 genomes: phylogeny and clonality. Virology. 2007;357(2):175-185. 4. Gerber PF, Johnson J, Shen H, et al. Association of concurrent porcine circovirus (PCV) 2a and 2b infection with PCV associated disease in vaccinated pigs. Res Vet Sci. 2013;95(2):775-781. 5. Beach NM, Meng XJ. Efficacy and future prospects of commercially available and experimental vaccines against porcine circovirus type 2 (PCV2). Virus Res. 2012;164(1-2):33-42. 6. Xiao CT, Harmon KM, Halbur PG, Opriessnig T. PCV2d*-2 is the predominant type of PCV2 DNA in pig samples collected in the U.S. during 2014-2016. Vet Micro. 2016;197:72-77. 7. Opriessnig T, Gerber PF, Xiao CT, Mogler M, Halbur PG. A commercial vaccine based on PCV2a and an experimental vaccine based on a variant mPCV2b are both effective in protecting pigs against challenge with a 2013 US variant mPCV2b strain. Vaccine. 2014;32(2):230-237. 8. Gagnon CA, Tremblay D, Tijssen P, Venne M-H, Houde A, Elahi SM. The emergence of porcine circovirus 2b genotype (PCV-2b) in swine in Canada. Can Vet J. 2007;48(8):811-819. 9. Lefebvre DJ, Costers S, Van Doorsselaere J, Misinzo G, Delputte PL, Nauwynch HJ. Antigenic differences among porcine circovirus type 2 strains, as demonstrated by the use of monoclonal antibodies. J Gen Virol. 2008;89(Pt 1):177-187. 10. Saha D, Lefebvre DJ, Ooms K, et al. Single amino acid mutations in the capsid switch the neutralization phenotype of porcine circovirus 2. J Virol. 2012;93(Pt 7):1548-1555. 11. Cheung AK, Lager KM, Kohutyuk OI, et al. Detection of two porcine circovirus type 2 genotypic groups in United States swine herds. Arch Virol. 2007;152(5):1035-1044.

Consulte sempre um médico-veterinário.

Converse com o seu consultor Zoetis ou entre em contato com um dos nosso canais

SAC: 0800 011 1919