Brasil

Diarreia

As diarreias consistem na defecação de fezes amolecidas ou de consistência aquosa, em consequência de algum distúrbio intestinal (enterite), o qual pode ter diversas causas: infecções virais, bacterianas, por coccídeos, verminoses, intoxicações alimentares, entre outras.

As diarreias debilitam intensamente o animal, pois nestas condições, a absorção de nutrientes no intestino fica comprometida e a intensa eliminação de água através das fezes causa desidratação. A diarreia é extremamente importante em bezerros, pois é uma das principais causas da morte de animais nas primeiras semanas de vida.

Como detectar a doença?

Geralmente um pouco antes ou logo no inicio das diarreias, há um aumento da temperatura corporal (febre), superando 40 °C. Em seguida, inicia-se a defecação de fezes amolecidas (diarreia), muitas vezes bastante aquosas. Nesta fase, os animais podem apresentar sinais de fraqueza e desconforto abdominal severo, devido à tensão dolorosa. As fezes têm odor forte e podem conter muco, pedaços de mucosa ou mesmo grandes coágulos de sangue. Uma forma bastante simples de detectar o problema, sem precisar ver os animais defecando, consiste em observar o posterior e a cauda dos animais, os quais estarão bastante sujos de fezes.

Como tratar?

O tratamento das diarreias consiste na administração de antibióticos de largo espectro (como Terramicina® mais). A dose indicada é de 1 mL para cada 10 kg de peso corporal, pela via intramuscular profunda, e não devem ser injetados mais de 10 mL em um mesmo local. Em casos muito graves, o animal geralmente apresenta desidratação, e a infusão de soro hidratante é necessária.

Extraído e adaptado de http://www.beefpoint.com.br/radares-tecnicos/sanidade/infeccao-umbelical-em-bezerros-de-corte-5104/ autores: Everaldo Dutra (Professor Adjunto do DAPSA, Unesp, Campus de Araçatuba, SP) e Luiz Carlos Louzada Ferreira (Médico-veterinário autônomo, Campo Grande, MS). Literatura consultada para onfalite: Riet-Correa et al. 1998. Doenças dos ruminantes e equinos. Editora Universitária, Pelotas, RS. 658 p.

A doença respiratória bovina ou mais conhecida como “pneumonia”, é resultado do desequilíbrio das defesas naturais do animal, associado a fatores externos, tais como: transportes, poeira, sazonalidade, agrupamento de animais, inversões térmicas, etc. Além disso, é causada por diversos agentes infecciosos, como vírus e bactérias.

Os principais agentes infecciosos envolvidos no complexo da DRB são: os virais - vírus sincicial respiratório bovino (BRSV), vírus da parainfluenza tipo 3 (PI3), vírus da rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) e vírus da diarreia viral bovina (BVD); e as bactérias - Mannheimia haemolytica, Mycoplasma bovis, Pasteurella multocida e Histophilus somni.

Confira mais informações navegando por todos os produtos da Linha Terramicina!

Terramicina Mais Terramicina LA Terra-Cortril Spray Terramicina Pós Solúvel