Brasil

Reunião do GERAR MT foca em produtividade com IATF, TETF e manejo “Nada nas Mãos”

Mais de 130 convidados participaram do encontro realizado em Cuiabá, que contou com a presença de especialistas da técnica que reduz o estresse dos animais

 

A terceira reunião do GERAR CORTE 2017, realizada nos dias 4 e 5 de agosto, lotou a sala de eventos do Hotel Gran Odara, em Cuiabá (MT). Com mais de 130 convidados no primeiro dia do encontro, contou com a presença do norte-americano Tom Noffsinger, um dos mentores da técnica de bem-estar animal “Nada nas Mãos”, além de dois especialistas brasileiros, Paulo Loureiro, veterinário e líder de Desenvolvimento Comercial e Inovação Global de Bovinos e Equinos da Zoetis nos Estados Unidos, e Adriane Zart, veterinária e consultora da Personal Pec, de Campo Grande (MS).

Os três especialistas em bem-estar animal apresentaram os detalhes práticos sobre o uso da técnica “Nada nas Mãos”, a partir da exibição de vídeos realizados em fazendas dos Estados Unidos e do Brasil. “Vejam: os animais amam nos ver, portanto o ponto-chave do sucesso da técnica é a troca de olhares entre o manejador e o gado”, disse Tom, enquanto mostrava, em vídeo, o seu trabalho em propriedades norte-americanas.   

 

Em sua palestra, Paulo Loureiro agradeceu os ensinamentos repassados por Tom e reforçou a necessidade que os animais devem seguir sempre o seu “líder”, no caso o manejador. “Basta que haja essa interação entre homem e animal, por meio da linguagem corporal, como olhar, gestos, movimentos com o corpo, posicionamento, entre outras técnicas, para reduzir o estresse do animal”, ressaltou Loureiro.

 

A veterinária Adriane Zart abriu a sua apresentação ressaltando os benefícios da técnica “Nada das Mãos”, que, além de proporcionar o bem-estar do animal, preservando a sua saúde, também resulta em melhorias dos índices reprodutivos e produtivos da fazenda. “Podemos usar o manejo de gado como uma ferramenta barata e muito eficiente, potencializando os resultados econômicos da propriedade”, ilustrou Adriane, acrescentando que pretende difundir ainda mais a técnica por meio de treinamentos do manejo em propriedades espalhadas pelo Brasil.

“A Zoetis é uma das parceiras da Personal Pec para a difusão dessa técnica no País”, informa Mauro Meneghetti, Gerente da Linha de Cria – Bovinos da Zoetis Brasil. “Estamos sempre pensando em como trazer novas tecnologias e conhecimento para nossos clientes de forma a aumentar a produtividade da fazenda”.

O Diretor da Unidade de Negócios de Bovinos e Equinos da Zoetis Brasil, Angelo Melo, abriu o ciclo de palestras com o tema “Visão Estratégia da Zoetis e o Mercado Brasileiro”. Além das questões relacionadas ao bem-estar animal, Melo mencionou outros avanços da pecuária moderna, que, segundo ele, representam um “caminho sem volta”, tais como o uso consciente de antibióticos; a preocupação com o meio ambiente e a busca por tecnologias de ponta, como a avaliação genômica.

“O uso de marcadores de DNA na pecuária está se expandindo rapidamente e o custo da tecnologia está cada vez menor. Não tenho dúvidas de que, muito em breve, quase todo o diagnóstico de marcadores de DNA para características economicamente importantes será feito no curral, no pé da vaca, por meio de equipamentos portáteis”, afirmou.

Outros temas abordados no GERAR MT foram: “Cria: Como não ficar refém do ciclo pecuário”, apresentado pelo consultor Marcelo Pimenta, da Exagro, e “Uso da Ultrassonografia Doppler em Programas Reprodutivos”, ministrado por Carlos Fernandes, da Biotran.

O evento também contou com debate técnico coordenado pelo professor e médico veterinário Zequinha (José Luiz Moraes Vasconcelos), da FMVZ-UNESP de Botucatu (SP), universidade responsável pelas análises dos dados de IATF (Inseminação Artificial de Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo)  das fazendas assistidas pelos técnicos do GERAR.

Na estação de monta 2016/2017, foram compilados 1.027.266 dados de IATF pelo GERAR CORTE Nacional, superando em 25% o número de informações geradas pelo Grupo na estação de monta anterior (824.486). A taxa de prenhez média do Grupo alcançou 51% nacionalmente, com um total de 524.256 vacas gestantes. Desde 2007, o GERAR CORTE acumula um banco de dados de 3.972.878 informações de IATF.

Dados regionais – Os técnicos que trabalham em fazendas do Mato Grosso, Rondônia, Acre e Amazonas coletaram 274,7 mil dados de IATF na última estação de monta, um crescimento de 26% sobre a quantidade registrada na temporada anterior (216,9 mil). A taxa média de prenhez à primeira IATF do GERAR-MT ficou em 51,1%, praticamente a mesma da média nacional.

Próximas reuniões – O GERAR CORTE 2017 volta a promover reuniões nos dias 25 a 26 de agosto, em Brasília (DF); 14 a 15 de setembro, em Imperatriz (MA); e 21 a 22 de setembro, em Belo Horizonte (MG).

 

Sobre o GERAR CORTE

O GERAR (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho) é um grupo qualificado de 250 técnicos, que trabalham e discutem inovações e resultados referentes à IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo). Os dados são coletados nas fazendas de gado de corte atendidas pelos técnicos, analisados pela equipe da UNESP-Botucatu-SP e apresentados nas reuniões anuais do grupo GERAR.

Sobre a Zoetis

Zoetis é uma companhia global líder em saúde animal, dedicada aos clientes e seus respectivos negócios. Com um legado de mais de 60 anos de história, a Zoetis descobre, desenvolve, fabrica e comercializa vacinas e medicamentos veterinários, complementados por linhas de produtos para diagnósticos, testes genéticos e diversos serviços. A Zoetis trabalha continuamente com veterinários, produtores e pessoas que criam e cuidam de animais de produção e de companhia em mais de 100 países, com cerca de 9 mil funcionários. Em 2016, obteve faturamento de 4,9 bilhões de dólares. Para mais informações, acesse www.zoetis.com.br.

 

Atendimento ao consumidor Zoetis: 0800 011 19 19