Brasil

Grupo GERAR do Rio Grande do Sul e Santa Catarina destaca os caminhos para enfrentar os desafios na reprodução

O segundo evento do ano debateu temas como ressincronização, controle estratégico de carrapato, carência de mão de obra especializada e importância da técnica de indução de puberdade em novilhas

 

A reunião do GERAR (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho), em Viamão (RS), realizada nos dias 27 e 28 de julho, reuniu técnicos que atuam em fazendas de corte do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A interação entre as mais de 60 pessoas presentes proporcionou discussões e troca de experiências de grande importância para a melhoria da eficiência reprodutiva e produtiva das propriedades assistidas pelos profissionais do Grupo GERAR da região.

 

No primeiro dia do encontro, o professor Zequinha (José Luiz Moraes Vasconcelos), da FMVZ-UNESP Botucatu-SP, destacou o propósito da existência do Grupo GERAR, criado há 11 anos, em 2006.  "Minha missão aqui é lembrar a vocês que a função de um técnico nas fazendas vai muito além da aplicação de protocolos de IATF, também é necessário buscar interferir de alguma maneira na gestão da propriedade, com o intuito de elevar a produtividade e, consequentemente, garantir um maior retorno financeiro ao pecuarista", disse. 

 

Os técnicos discutiram os desafios a serem vencidos na área reprodutiva, bem como algumas propostas inovadoras para a melhoria dos resultados. Normélio Alves, Assistente Técnico da Zoetis no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, destacou a necessidade de criar soluções para alguns problemas característicos das regiões assistidas pelo GERAR-RS/SC, como a infestação de carrapato no gado. “Os próprios técnicos daqui propuseram abordar este assunto em nossa reunião”, afirma ele, justificando o convite ao professor Sérgio Silva, da Universidade de Pelotas (RS), que apresentou a palestra “Controle Estratégico de Carrapatos na Pré-Estação de Monta”.

 

Outro tema bastante debatido durante a reunião foi a carência de mão de obra especializada nas fazendas. Também foi discutida pelos técnicos presentes a baixa proporção de fazendas assistidas pelos técnicos do GERAR-RS/SC que lançam mão de protocolos de ressincronização (segunda de IATF) e da técnica da indução de puberdade em novilhas por meio do uso de MGA (acetato de melengestrol). “Tanto o trabalho de ressincronização das vacas não-gestantes da primeira IATF quanto a indução de puberdade por meio da utilização de MGA são ferramentas de extrema importância, pois permitem reduzir o intervalo entre partos e a idade ao primeiro parto, o que garante maior produtividade durante a estação de monta, elevando a rentabilidade”, enfatiza o professor Zequinha.

 

Dados nacionais – Ainda no primeiro dia de evento em Viamão, o professor Zequinha apresentou os números nacionais e regionais de IATF.  Na estação de monta 2016/2017, foram compilados 1.027.266 dados de IATF pelo GERAR CORTE NACIONAL, superando em 25% o número de informações geradas pelo Grupo na estação de monta anterior (824.486). A taxa de prenhez média do Grupo alcançou 51% nacionalmente, perfazendo um total de 524.256 vacas gestantes. Desde 2007, o GERAR CORTE acumula um banco de dados de 3.972.878 informações de IATF.

Número regional – Normélio Alves ressaltou o comprometimento dos técnicos do GERAR RS/SC, que enviaram 47.643 dados de IATF referentes à última estação de monta, 17% acima do número da temporada anterior (40.665) e quase quatro vezes superior aos dados gerados em 2014 (12.792). Este Grupo obteve taxa média de prenhez à IATF de 55,6% (26.512 gestações) na última estação de monta (2016/2017), resultado acima da taxa média geral de todas as regiões brasileiras atendidas pelo Grupo, de 51%.

 

A melhor do Ranking GERAR 2017 –  A fazenda Barrocão, localizada em São Francisco de Paula (RS), foi a melhor classificada no Ranking de Fazendas Multíparas – GERAR CORTE 2017, com a incrível marca de 82,2% de taxa média de prenhez à primeira IATF, na estação 2016/2017. A fazenda é assistida pelo técnico Joel Zanatta, que no ano passado também alcançou a primeira colocação no ranking de multíparas do Grupo, com os resultados obtidos na Fazenda CB (também taxa de 82%). “Esse excelente resultado reprodutivo na fazenda Barrocão está relacionado ao trabalho de seleção dos animais para fertilidade e ao ótimo índice nutricional das fêmeas, que são mantidas com Escore Corporal na faixa de 3,5, sem picos de perdas de peso”, avalia Zanatta.

 

Outras palestras – Além do professor Sérgio Silva, da Universidade de Pelotas (RS), outros convidados apresentaram trabalhos no segundo dia de encontro do GERAR–RS/SC. O ciclo de apresentações teve início com o tema “Líder IATF: Otimize seu Tempo e Lidere com Eficiência a Gestão Reprodutiva do Rebanho”, abordado por Fábio Frigoni, da CRV Lagoa. Em seguida, Fabio Gallas Leivas, da Unipampa, discorreu sobre o assunto “Diferentes Doses de eCG em Programas de IATF em Novilhas e Vacas Taurinas”. O técnico Gilson Pessoa, do GERAR RS, mostrou os “Resultados de Indução de Puberdade de Novilhas Usando MGA em Fazendas da Região Central do RS”.

 

Na sequência, Virgilio Bammann, apresentou a palestra “Estância Capão Redondo – Pecuária de Precisão”, fazenda destaque em 2017, atendida pelo técnico do GERAR RS/SC Rodrigo Dummer. Depois, o técnico Joel Zanatta contou ao público sua experiência na Fazenda Barrocão, a primeira colocada no Ranking de IATF em Multíparas. Aloizio Lopes, da Cargill-Nutron, deu continuidade ao evento com a palestra “Utilização de Aditivo e Seus Efeitos na Reprodução e no Desempenho da Cria”.

 

No período da tarde, após a apresentação de Sérgio Silva sobre o controle estratégico de carrapatos, Elio Moro e Normélio Alves, ambos da Zoetis, abordaram o assunto “Pesquisa Aplicada que Permite Análise do Retorno Econômico com a Prevenção das Doenças Reprodutivas”. Antes do encerramento do evento, o professor Zequinha voltou para mostrar os dados reprodutivos sobre TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo). O grupo coletou 722 protocolos, gerando taxa de prenhez média de 41,3%.  

 

Próximas reuniões – O GERAR CORTE 2017 promoverá o próximo encontro nos dias 4 e 5 de agosto, em Cuiabá, no Hotel Gran Odara. Serão envolvidos técnicos que atuam em fazendas do Mato Grosso, Rondônia, Acre e Amazonas. As reuniões seguintes ocorrerão nas cidades de Pirapozinho (SP), Brasília (DF), Imperatriz (MA) e Belo Horizonte (MG).


Sobre o GERAR CORTE

O GERAR (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho) é um grupo qualificado de 250 técnicos, que trabalham e discutem inovações e resultados referentes à IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo). Os dados são coletados nas fazendas de gado de corte atendidas pelos técnicos, analisados pela equipe da UNESP-Botucatu-SP e apresentados nas reuniões anuais do grupo GERAR.

Sobre a Zoetis

Zoetis é uma companhia global líder em saúde animal, dedicada aos clientes e seus respectivos negócios. Com um legado de mais de 60 anos de história, a Zoetis descobre, desenvolve, fabrica e comercializa vacinas e medicamentos veterinários, complementados por linhas de produtos para diagnósticos, testes genéticos e diversos serviços. A Zoetis trabalha continuamente com veterinários, produtores e pessoas que criam e cuidam de animais de produção e de companhia em mais de 100 países, com cerca de 9 mil funcionários. Em 2016, obteve faturamento de 4,9 bilhões de dólares. Para mais informações, acesse www.zoetis.com.br.

 

Atendimento ao consumidor Zoetis: 0800 011 19 19