Brasil

Já levou o seu gatinho
ao médico-veterinário?

Conheça os cuidados indispensáveis
para garantir vida longa ao bichano.

Manter as consultas com o médico-veterinário e as vacinas em dia é indispensável, mesmo que seu gatinho não saia de casa. Afinal, tudo que queremos é que ele viva da melhor forma possível e por muito tempo.

Conheça as principais doenças que acometem os gatos e como preveni-las por meio da vacinação:

Panleucopenia

Causada por vírus, é também conhecida como a parvovirose dos gatos. Filhotes são altamente propensos a esta doença, cujos sintomas principais são vômitos acompanhados ou não de diarreia, febre e tristeza. Se não for tratada a tempo, pode ser letal.

Rinotraqueíte

Esta doença é causada por um herpesvírus que acomete o trato respiratório superior dos gatos, levando a tosse, espirros, secreção nasal e ocular e febre. Os gatos parecem gripados, com narinas entupidas, e podem ter dificuldades para respirar. A transmissão é muito fácil entre animais que convivem no mesmo ambiente.

caozinho

Calicivirose

O calicivírus felino é extremamente contagioso e também provoca um quadro de doença respiratória nos gatos, sendo muitas vezes confundido com outros agentes. Uma característica importante é que esse vírus causa úlceras (feridas) na boca dos felinos, algo que dificulta, e muito, a ingestão de água e alimentos.

Clamidiose

Trata-se de uma infecção bacteriana que afeta em particular os olhos dos gatos. Secreção ocular que lembra pus e olhos avermelhados ou fechados podem indicar a clamidiose. Frequentemente, a clamidiose ocorre ao mesmo tempo com outras infecções respiratórias. Se os olhos não forem tratados adequadamente, pode haver comprometimento permanente da visão.

Leucemia viral

Esta doença incurável é causada por um vírus que afeta o sistema imune dos gatos, facilitando o aparecimento de infecções por bactérias e mesmo de alguns tipos de tumor. A transmissão acontece principalmente quando um animal infectado lambe outros gatos, já que o vírus é excretado em abundância na saliva.

É uma doença na maioria das vezes silenciosa e, quando diagnosticada de forma tardia, pode não ter tratamento curativo.

Raiva

A raiva é uma das doenças infecciosas de gatos mais importantes porque é uma zoonose fatal. Geralmente é transmitida por meio da mordida de um animal infectado (que pode ser um cão ou um gato) ou de animais que funcionam como reservatórios naturais (morcegos, por exemplo). O vírus da raiva afeta o sistema nervoso, provocando alterações de comportamento que podem variar de extrema excitação (daí o nome da doença) até depressão. Muitos animais não conseguem engolir comida e líquidos à medida que a doença progride.

Deixe seu gato livre para fazer o que ele mais gosta: brincar e se divertir.

Vacinação

POR QUE É IMPORTANTE VACINAR?

Ao vacinar seu bichinho, você tomou a decisão correta. Muitas doenças infecciosas, algumas fatais, são prevenidas dessa maneira.

As vacinas ajudam seu gato a se defender de alguns vírus e bactérias que provocam doenças. Elas ensinam o sistema de defesa do organismo do animal a reconhecer e a combater um possível contato com os agentes infecciosos.

Algumas das doenças preveníveis por meio de vacinas são consideradas zoonoses, como a raiva e podem passar do animal para o ser humano.

Com a vacinação, você contribui também para a proteção dos animais ao redor dele, evitando surtos de doenças.

OPÇÕES DE VACINAS ZOETIS PARA GATOS:

A escolha da vacina deve ser feita em conjunto com o médico-veterinário, avaliando as possibilidades de contato com doenças e demais problemas de saúde.

VACINA MÚLTIPLA

A primeira imunização deve acontecer a partir das 9 semanas de idade, com a chamada vacina múltipla, que abrange várias enfermidades. Conheça a seguir as três opções de vacinas múltiplas para felinos disponibilizadas pela Zoetis:

  • Felocell® CVR (Tríplice Felina)

    Auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose e panleucopenia.

  • Felocell CVR®-C (Quádrupla Felina)

    Auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose, panleucopenia e clamidiose.

  • Fel-O-Vax® LvK IV + CaliciVax® (Quíntupla Felina)

    Auxilia na prevenção da rinotraqueíte, calicivirose, panleucopenia, clamidiose e leucemia felina.

Quando vacinar

  • A partir de 9 semanas de idade


    VACINAS MÚLTIPLAS ZOETIS: TRÍPLICE, QUÁDRUPLA OU QUÍNTUPLA


    Com 9 semanas de idade, chega o momento de o filhote receber a primeira dose da vacina múltipla.


    A quíntupla felina da Zoetis pode ser aplicada a partir de 8 semanas.


    Para as três versões, na primeira vacinação devem ser administradas 2 doses com intervalo de 3 a 4 semanas entre elas. Gatos com menos de 9 semanas de idade deverão receber uma dose a cada 3-4 semanas até completarem 12 semanas de idade.

  • 12 semanas de Idade


    RAIVA


    Finalizando o calendário vacinal, temos a vacina auxiliar na prevenção da infecção pelo vírus da raiva. Defensor® é indicada para os gatinhos a partir de 3 meses de idade recomenda-se a vacinação anual.

Programa de vacinação sugerido para gatos*

Todas as vacinas citadas devem ter sua dose repetida anualmente, pois a imunidade à maioria das doenças diminui gradativamente com o tempo. Então fique de olho na carteirinha de vacinação do seu gatinho.

Procure sempre o médico-veterinário, ele é o único profissional capacitado para avaliar se o seu gatinho está apto a receber uma vacina e para a escolha do melhor protocolo vacinal da Zoetis. Suas escolhas os fazem melhores!

O que esperar após a Vacinação?

As vacinações são procedimentos seguros, por isso são amplamente utilizadas no mundo todo. No entanto, existe uma pequena chance de alguns animais, mais sensíveis, desenvolverem reações vacinais, e você deve estar atento a essa possibilidade.

A vacinação estimula o sistema imunológico. Nesse processo, pode ser que o seu animal apresente alguns sintomas como febre, falta de apetite e um pouco de tristeza nos primeiros 2 a 3 dias após a vacinação. Se isso ocorrer, comunique o seu médico-veterinário assim que possível para as devidas recomendações.

Em alguns animais, pode-se formar um pequeno nódulo (uma “bolinha”) no local onde a vacina foi aplicada. Trata-se de uma reação do organismo à vacina, e deve desaparecer ao longo dos dias. Às vezes esse nódulo pode causar um pouco de dor. Comunique o médico-veterinário e ele poderá medicar o seu amiguinho, caso seja necessário.

Qualquer outro tipo de reação vacinal (vômitos, diarreia, espirros, tosse, nódulo no local de aplicação grande ou que não passa) deve ser informado ao médico-veterinário. Ele é a melhor pessoa para avaliar e indicar o que fazer nesses casos.

FICOU COM ALGUMA DÚVIDA?

PROCURE O SEU MÉDICO-VETERINÁRIO: ELE É A MELHOR FONTE DE INFORMAÇÃO SOBRE A SAÚDE DO SEU MELHOR AMIGO.

Proteção além da Vacina

A Zoetis, além de oferecer vacinas e medicamentos inovadores e de qualidade, trabalha todos os dias para compreender melhor os desafios enfrentados por aqueles que amam seus bichinhos.

Pensando nisso, a empresa desenvolveu o programa Proteção Garantida* que oferece benefícios aos médicos-veterinários que utilizam as vacinas Zoetis.

Informe-se sobre o programa com o seu médico-veterinário. Mantenha as vacinas e reforços anuais em dia, mantendo o seu amigo sempre protegido.

*Programa destinado único e exclusivamente ao médico-veterinário.

VACINAS PARA GATOS QUE FAZEM PARTE DO PROGRAMA

vacinas